Os brados escatológicos do fim dos tempos


Introdução

As duas testemunhas apocalípticas que aparecerão no período da grande tribulação estarão profetizando por 42. Meses (Ap 11:3). O centro de seu trabalho ministerial será em Jerusalém o centro do judaísmo.

Tema: As duas testemunhas apocalípticas.

E estarão pregando o evangelho do reino de Deus, objetivando lograr, e ganhar o maior número possíveis de judeus e gentios ao cristianismo, conduzindo os mesmos a salvação em Jesus. Enquanto eles pregam e conscientizam aos judeus e gentios, de que Jesus é o Messias, o povo de Israel continuará rejeitando, e com os corações endurecidos por causa de sua incredulidade, e duvidando de que Jesus seja o seu o Messias prometido por Deus. O trabalho de evangelização feito pelas duas testemunhas será um período de muito sofrimento pra eles e para todos os que a ouvirem. Pois que os homens ficaram perturbados e incomodados pela sua pregação ou testemunho e pela suas presenças em seus meio (Ap 11:7a).

A Bíblia diz em (Dn 9:27) que haverá um período de sete anos, isto é, a ultima semana de Daniel. No início, o anticristo fará um pacto de paz com Israel por sete anos, e é bem provável que resolverá o conflito Judeus-Palestinos. E nestes três anos e meio iniciais da grande tribulação, será marcado pela pregação das duas testemunhas, que pela paz aparente que gozam Israel com o resto do mundo, eles terão a oportunidade de fazer valer a pregação do evangelho. Mais? Durante todo este período não está descartado de ser marcado por disciplinas constantes pelos castigos e pragas enviadas por Deus por via das testemunhas ou não, as pragas virão. Então neste ínterim surgirá o falso profeta que junto com a besta o (anticristo) o falso profeta e o diabo; que vendo todo o movimento do evangelho na direção e na administração das duas testemunhas terão inveja e romperão o pacto de paz, ao final dos três anos e meio. E em rompendo o pacto com Israel, começará a mostrar suas garras por um período de 42 meses, completando assim as 70ª semana conforme está escrito em Daniel. Sete anos completos. É a partir daqui que ele começará o período mais intenso da perseguição contra Israel, e contra todos que deram ouvidos ao evangelho por das testemunhas.(Dn 9:24-27), então ao mesmo tempo  o falso profeta, que provavelmente será um judeus, será elevado sobre o trono do governo político e religioso de Israel, e  se assentará como o Messias como se fora o Cristo prometido ao povo de Israel, e se oporá contra tudo que se chama Deus ou contra quem o adora( II Tes. 2:4).

Observação:

É bem provável que, de acordo com o texto de Daniel acima, as duas testemunhas aparecerão logo após a subida da igreja deste mundo, para a eternidade. (E estarão profetizando e testificando por três anos e meio, ou seja, 42 meses. Dois tempos, um tempo, e metade de um tempo. Depois destes três anos e meio, o pacto de paz será quebrado pela própria besta. Não por Israel. Então uma vez que o anticristo assumir o controle de tudo, ele introduzirá tudo quanto for de imundícia, no meio de Jerusalém e contaminará por completo por três anos e meio a cidade santa como diz Daniel.

As duas testemunhas apocalípticas, sua unção e seus uniformes

As testemunhas que surgirão dentre ou entre povo de Israel, está comprovado pela Bíblia que serão dois obreiros, que surgirão dentre os mais pobres ou dentre a plebe. Homens simples e sem condição financeira, que usarão como uniforme panos de saco. Estes vêem trabalhar ao meio da riqueza com toda a simplicidade à semelhança de Elias Moisés e João Batista. Eles serão motivo de vergonha para muitos que se dizem donos e dominadores da chave do reino de Deus, e que andam com seus uniformes quase que cobertos de ouro, ou como que, quase banhado a ouro; mais não têm o espírito Santo, nem o poder de Deus em suas vidas (At 11:3b). Já as duas testemunhas serão homens cheios da graça e do poder de Deus. Homens que falam e o Espírito santo verte, de suas bocas como se derramasse óleo direto no coração dos homens. Suas pregações serão ungidas, e todos serão capazes de vê o Espírito Santo saindo de suas bocas como lingüetas fogo (Ap 11:4) – Estas são as duas oliveiras e os dois candeeiros que estão diante do Senhor da terra.

Os detentores do poder, não admitirão que homens simples iguais a eles sejam capazes de estarem à frente de tamanha obra, e de fazerem tanta operação em nome de Deus Jeová, e em nome de Jesus no âmbito mundial.

Os inimigos lutarão a todo custo, para fazer com que seu trabalho, seja sucumbido e parado. Só que nestas alturas já cumpriram com sua missão na terra.

É triste e lamentável dizer que no ceio de muitas instituições religiosas, e em muitos locais onde estão estas instituições, estão cheios de homens egocêntricos e orgulhosos, que por ter certa posição social e financeira, não admitem que homens simples gozem diante de Deus de privilégios e comunhão, ou que tenha a capacidade de fazer alguma coisa no campo do sobrenatural. E desprezam seu o irmão que não têm a condição de andar com trajes de luxo como eles.

Os Seus poderes e autoridade.

Estes dois obreiros operarão na força e no poder do Espírito Santo de Deus. Poder este, que usarão somente em beneficio do reino de Deus na terra. Não trabalharão associados ou vinculados ao sistema financeiro mundial. Com o poder que Deus lhes concedeu não respeitarão a face de ninguém, que venha com atrevimento e desrespeito ao evangelho, eles não medirão esforço para a transmissão do evangelho pelas suas pregações, mesmo que lhes causem muitas dores e sofrimentos. Eles farão a obra de Deus sem temer, e sem obedecer e a atender a qualquer tipo proibição durante o tempo em que viverem seu período na tribulação; seja por quem quer seja (Ap 11:5). E é isto que irá causar incomodo aos grandes líderes religiosos e políticos mundiais.

As grandes lideranças religiosas e políticas logo rejeitarão estes dois servos de Deus, que segundos eles estão causando prejuízos e transtornos as suas lideranças e ao desenvolvimento financeiro e espiritual de suas vidas, e colocarão a culpa neles pelos seus fracassos e insucessos e seus dissabores e problemas e dificuldades que estão enfrentando.  Então por causa de suas revoltas, e da rejeição ao evangelho e da pregação destes dois servos, Deus concederás que eles tenham autoridade para discipliná-los, e com seu poder fazer que o céu seja cerrado. Isto é, eles farão com que a chuva falte em varias partes do planeta. E com a falta da chuva, virão muitos transtornos por causa da seca sobre a terra, além de muitos outros castigos que vieram e ainda virão. O que para o mundo, eram como desconhecidos, serão conhecidos e reconhecidos pela maioria, como profetas e homens de Deus. Eles ganharão o reconhecimento e a simpatia mundial a cada dia, que passarem a fazer a obra de Deus. (AP 11:6) – Elas têm poder para fechar o céu, para que não chova durante os dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda sorte de pragas, quantas vezes quiserem

As duas testemunhas apocalípticas serão perseguidos e mortos pelos seus inimigos.

Estes dois pregadores quando estiverem no auge e no cumprimento de seus ministérios então surgirá a (Besta do Abismo ou do Mar) eles serão perseguidos e mortos pela (besta do abismo) que subirá ou surgirá do abismo, bem no quente, e no maior fervor em que se encontra a pregação do evangelho. Estes autênticos pregadores tribulacionistas, incentivarão o mundo todo para buscarem e crerem e aceitarem a Jesus pelo evangelho, como único meio, pelo qual eles poderão, serem salvos.

As nações aceitarão o ensino divino, e muitos até seguirão a Jesus como o Cordeiro de Deus, como crucificado. Mais logo que surgir a besta do abismo, as coisas que estavam bem encaminhadas e estruturadas, desandará. E tudo o que eles pregaram e ensinaram; a besta vai desfazer tudo, o que eles implantaram com muito esforço, amor, e carinho. Só que a semente foi semeada ou plantada e com certeza muitos, ficaram conscientizados de toda verdade do Evangelho.

A Bíblia no livro de Apocalipse deixa bem claro de que estes dois homens, que estarão transmitindo a palavra da pregação do evangelho, são duas pessoas distintas com a mesma missão. E que se levantarão no período da grande tribulação. Existem muitas especulações sobre estes dois obreiros de que o livro do Apocalipse menciona. Mas podemos assegurar com toda certeza, que não serão: (1) nem Moisés (2) e nem Elias nem muito menos Enoque. Não há a menor condição de considerarmos que uma das testemunhas será Elias.

(A) Porque as duas testemunhas morrerão e Elias não morreu.

(B) O homem só nasce uma vez, e só morrerá uma vez.

(C) porque Elias já foi arrebatado, e não há necessidade de voltar para morrer e morrer uma vez, e depois ser arrebatada outra vez. Tudo isso é balela de quem não tem o que inventar. Se formos assegurar de que supostamente seria Moisés, estamos cometendo dois erros graves (1) por não estarmos falando a verdade, e que ninguém tem o aval da Bíblia para assim dizer ou pregar (2) então estaremos traindo as nossas próprias consciências, por não sabermos a certeza do que estamos falando.  E se fizermos tal indicação de que uma das testemunhas será o Elias, estaremos contribuindo e dando aval ao ensino da reencarnação, e estabelecendo ramificações do ensino da reencarnação dentro do cristianismo, o que estar errado. Também não será a pessoa de Moisés por dois motivos.

(A) Porque Moisés morreu e seu corpo foi escondido por Deus e ele não pode mais morrer, porque a Bíblia diz que o homem morre uma só vez, e depois vem o juízo. E as duas testemunhas morrerão (Ap 11:8) – E jazerão os seus corpos na praça da grande cidade, que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado.

(B) Também não pode ser Moisés, porque ele por sua vez, já ressuscitou na primeira ressurreição por ocasião da (Parousia) de Cristo, ou seja, na vinda de Cristo quando veio buscar sua igreja do mundo, cerca de quatro anos antes do surgimento das duas testemunhas. (C) E também não pode ser Enoque porque Enoque foi arrebatado para não ver a morte (Gn 5:24-25 Hb 11:5). É aqui que a Bíblia derruba todo ensino ou pregação, que indiquem que as duas testemunhas será dois de nossos santos antepassados que já morreram há milênios.

A morte destes dois servos de Deus será motivo de festas e congratulações dos homens pela alegria de verem os corpos dos dois servos de Deus estirados e abatidos pela besta. E enviarão presentes uns aos outros como prova de sua satisfação em se livrar de quem lhes falava do reino de Deus e do nome de Jesus. A besta não tolerará quem falar no nome Deus a quem quer que seja.

As duas testemunhas apocalípticas ressuscitarão depois de três dias de mortos

Os missionários tribulacionistas estando com seus corpos caídos e mortos pela espada ou pelas armas do inimigo ouvirão uma voz do céu, e se levantarão ressurrectos, e subirão ao céu. Então na hora de sua ressurreição será marcada por um tão grande terremoto, sobre a cidade de Jerusalém que cairá a décima parte da cidade. Isto é, dez por cento de moradias e dos humanos morrerão, pelo forte abalo (Ap 11:13) Todos os adversários e inimigos das testemunhas, quando virem que os dois servos de Deus ressuscitaram a vista de todos, e subiram aos céus arrebatados, e por virem o terremoto, ficarão apavorados e atemorizados. Após estes acontecimentos o desespero tomará conta de todos. Tanto os de dentro os de fora de Jerusalém, que ouviram falar dos episódios. O terremoto causará uma comoção geral no povo, que por sua vez se prestarão, e adorando se dedicarão a Deus no céu dando suas homenagens (Ap 11:13c). Porém toda aquela dedicação e adoração a Deus será momentânea. Pois o diabo que está por trás da besta e do falso cristo, trabalharão e ousarão de toda tática e artimanha para sucumbir, todos aqueles eventos, e induzirão o povo a muitas mentiras, que logo se esquecerão de tudo que viram. Tudo indica que o diabo usará da velha, e conhecida tática dos cientistas para descaracterizar e encobrir, os fenômenos sobrenaturais divinos. Alegando que aquele terremoto foi à causa de mais um dos deslocamentos das placas tectônicas. E justificarão a causa e os efeitos do terremoto, dizendo que foi uma ação puramente natural. É meu amigo cientista, o dia chegará que todas estas justificativas esfarrapadas serão reveladas aos olhos de todos.

As duas testemunhas operarão nas caracteríscas semelhantes de Moisés e Elias

Segundo as Sagradas Escrituras as duas testemunhas se levantarão no período da grande tribulação com o objetivo de trazer as últimas pregações do Evangelho no mundo. E eles virão operando na semelhança das caracteríscas que operaram Moisés e Elias. São elas:

  1. Elias e Moisés eram profetas. As duas testemunhas também serão (Ap 11:3)
  2. Moisés e Elias eram verdadeiras oliveiras divina, que vertiam o óleo do poder de Deus. As duas testemunhas também serão capazes de operar no meio dos homens como nunca se viu (Ap 11:4)
  3. Moisés e Elias faziam descer fogo do céu pelo poder de Deus (Ap 11:5)
  4. Moisés morreu e ressuscitou e as duas testemunhas também ressuscitarão a vista de todos (Ap 11:11)
  5. Elias foi arrebatado, e também Moisés na primeira ressurreição. As duas testemunhas também serão arrebatados à vista dos inimigos  (Ap 11:12)
  6. Elias pelo poder de deus cerrou o céu para que não chovesse, para disciplinar a desobediência, a rebeldia a idolatria e a falta de temor a Deus e desrespeito ao Criador. As duas testemunhas também farão o mesmo para mostrar a besta, o falso profeta, o anticristo e o mundo que o Universo que tudo está sobre seu completo controle  (Ap 11:6d)
  7. Moisés pelo poder de Deus providenciou água para o povo beber, e Elias fez o céu se abrir e veio chuva com abundância. As duas testemunhas também pelo poder de Deus chover (Ap 11:6a)
  8. Moisés por ordem de Deus enviou pragas, flagelos morte aos egípcios. As duas testemunhas farão o mesmo, segundo a ordem de Deus para castigar a todos os seguidores da besta, do falso profeta e do anticristo (Ap 11:6d).
  9. Elias e Moisés ouviam pessoalmente a voz de Deus. As duas testemunhas também o ouvirão (Ap 11:12b).
  10. Moisés fazia que as águas se tornassem em sangue. As duas testemunhas farão o mesmo para castigar os seguidores da besta (Ap 11:6b).
  11. Moisés e Elias eram servos de Deus que tinham bons testemunhos e falavam com ousadia a palavra de Deus as duas testemunhas também terão a mesma ousadia (Ap 11:7a).
  12. Com Moisés e Elais tiveram terremotos em seu tempo. Também no tempo das duas testemunhas acontecerão o mesmo (Ap 11:13.
  13. Moisés e Elias viram a manifestação da glória de Deus as duas testemunhas também o verão

Conclusão

As duas testemunhas é a segunda leva de pregadores que estarão dando os últimos brados escatológicos da mensagem evangelística na terra, no período da grande tribulação.

Concecte-se em mim e descubra os meus mistérios

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s