A transfiguração de Cristo parte I Autor Pbsena


Introdução

Aconteceu que tendo Jesus saído com seus discípulos para um retiro espiritual, provavelmente no monte Hermom, a 20k de distancia de Cesaréia,  com cerca de 3.000 altitudes, e tendo elevação de 348 m acima do nível do Mar. Foi lá que provavelmente descortinou a glória de Deus pela transfiguração a vista de Tiago, João e Pedro, onde se revelaria os três estágios da revelação do reino de Deus na terra, que apontam. (a) o seu perdão pelo derramamento de sangue em sua morte, sua glória futura, e sua segunda vinda (b) a ressurreição de Moisés como represente de toda uma humanidade carente que dependem e que precisam de ressuscitar em Cristo para uma nova na eternidade, e Elias como símbolo e representante da igreja que irá ser arrebatada. Jesus Moisés e Elias são as  três personagens representam toda História da redenção.

Tema: A transfiguração tem os seguintes prováveis objetivos (Lc 9:28-36)

Quero de acordo com a lógica bíblica neste estudo, mostrar, que Moisés e o profeta Elias não serão as duas testemunhas apocalípticas, pelas razões que irei apresentar aqui.

1. Elias e Enoque são as principais e as únicas pessoas do que conhecemos na Bíblia que não provaram da morte e nem jamais provarão. E isto estamos falando baseado nas razões lógicas da palavra de Deus, que nos leva a crer pelas provas reais que nos mostram.  Pelo fato que esses dois servos de Deus, um foi arrebatado e não pode mais morrer, e o outro morreu literalmente. E se por acaso pelo menos um desses dois servos de Deus voltasse a essa terra para morrer novamente como vão morrer às duas testemunhas aos olhos de todo mundo, Deus estaria desfazendo de tudo que disse, e desmontando tudo que fez e criou pelas suas leis, e a Bíblia seria mentirosa e desacreditada como palavra de Deus, e o livro de Apocalipse, teria que ser colocado ao lado dos apócrifos por pregar coisas obscuras, e desfazendo toda uma estrutura divina feita pela divindade desde a eternidade. Podem ter a certeza que Elias uma vez que foi arrebatado e não voltará a uma nova vida em carne e sangue, para passar pela morte. Se Elias e Enoque voltassem a uma nova vida como alguém imagina, então estaria caracterizada a reencarnação o chamado ciclo de vida após a morte, voltando novamente ao corpo para passar uma nova temporada na terra vivendo em seu próprio corpo, ou no de outrem humano ou no de um de cachorro, gato, rato, jumento, gabiru, coelho etc.

Falar, afirmar e dizer que a transfiguração de Cristo foi uma manifestação jamais vista na terra disso nós já sabemos. Só que o objetivo principal da sua transfiguração não foi de Jesus querer mostrar sua glória; e nem tão pouco apresentar Moisés e Elias como as duas testemunhas apocalípticas. Pois que sua glória Ele só vai nos mostrar na hora oportuna quando estivermos com ele na eternidade (Jo 17:24), e as testemunhas até que elas se manifestem, ainda tem muita água para rolar por baixo da ponte. A presença de Moisés como grande legislador da lei, e Elias como o maior profeta do Velho Testamento, em está presente no momento da transfiguração, não tem nenhuma conotação e nem diz nada a respeito ou se refere às duas testemunhas da grande tribulação. Não tem nada haver uma coisa com a outra. A grande preocupação de Jesus naquele instante era com o que ia enfrentar a partir do dia que iria ser preso pelos seus inimigos, e conduzido ao Calvário.

A presença de Deus de Moisés e Elias no monte da transfiguração, como testemunhas tem seus objetivos a serem alcançados. O objetivo central da transfiguração de Jesus são o seguinte:

(a) receber de Deus o apoio força e conforto na hora de sua morte, a garantia de sua glorificação após sua morte, e testemunhar diante de Pedro, Tiago e João de que foi Ele Deus, quem o enviara, como Messias a principal testemunha.

(b) receber de Moisés o aval da lei como fiel cumpridor da lei, e o direito de tornar velho e obsoleto a lei pela sua caducidade da velha letra com seus estatutos, preceitos e suas regras sem misericórdia, e estabelecer uma nova aliança baseada em seu próprio sangue, e em um novo mandamento que paira sobre o misericordioso amor e eterno de Deus em Cristo. Amém‼‼‼‼!

(c) receber de Elias o aval como verdadeiro profeta Messias, receber de Elias o direito de selar a profecia do velho testamento que era baseado em visões, sonhos etc. Para estabelecer a profecia falada olho no olho, com milagres de ressurreição curas expulsão de demônios e trazendo dons pelo poder de seu Espírito Santo.

Então a presença de Deus, de Moises, de Elias são três testemunhas que vieram para provar que Jesus é o Messias e incentivá-lo e apoiá-los no momento mais crucial de sua morte. Então está mais do que provado, que os objetivos centrais da transfiguração de Jesus são os que foram supracitado em cima.

As sete personagens que são apresentadas nos evangelhos sobre a montanha da transfiguração, não prova nada sobre as duas testemunhas da grande tribulação  como sendo Moisés, e Elias.

Vá para segunda parte do estudo

5 respostas para A transfiguração de Cristo parte I Autor Pbsena

  1. pbsena disse:

    Segundo o livro de Apocalipse, as duas testemunhas serão dois servos de Deus, como qualquer ser humano. Que sentirão dor, e morrerão como os demais. Valeu

  2. ivonil ferreira disse:

    AS DUAS TESTEMUNHAS DE YAHSHUAH

    Ao contrario do que muitos comentam e afirma; Esta profecia das duas Testemunhas tem seu principio no livro do profeta Z´acariahn=Zacarias capitulo 4; Onde o profeta vê…um vaso de azeite entre duas oliveiras, uma a direta e outra a esquerda do referido vaso. E em Hyzayon=Apocalipse capitulo 11; Um anjo explica a Yachonam=João que, estas duas oliveiras são as duas testemunhas de Yahshuah…e os dois candeeiros que estão diante do…Deus de toda a Terra.O azeite no vaso o anjo relatou…não por força nem por violência, mas, pelo meu Espírito diz Yahweh; Assim o anjo mostra o azeite como símbolo do Ruach Hakodesch=espirito santo. A seguir o profeta pergunta…que são as duas oliveiras a direita e a esquerda do candeeiros? E o anjo esclarece-lhe…estes são os dois filhos do óleo que estão diante do deus de toda a Terra; É importante entender que, tanto as duas oliveiras de Z´acariah capitulo 4; como as duas testemunhas de Apocalipse 11. São mostradas como sendo os dois candieiros que estão diante do deus de toda a Terra. A função do Menorah=candiero, era alumiar o tabernaculo de Mosheh=moises. Shemot=Êxodo,27,20 e refs. Portanto, as duas oliveiras e os dois candeeiros; o anjo encarregado de mostrar ao profeta a visão; esclarece como sendo…os dois filhos do azeite…Representando a palavra de Yahweh na Escritura do velho e novo testamento; Ambas oriundas do oleo da alegria “espírito santo”Tehillim=Salmos 45,7. hebreus 1,9.Já que…a palavra Escrita sempre foi inspirada pelo Ruach hakodesch=espírito santo 2ª Kefah=Pedro 1,21.
    Assim sendo, as escrituras Sagradas nos deixam bem informados que, tanto as duas oliveiras, os dois candeeiros, e os dois raminhos de oliveira. Ilustram a palavra de Yahweh em duas etapas; O Tanah=Velho-Testamento; e a Bíryt hadashah=Novo-Testamento. Que são na verdade, as duas testemunhas de Yahshuah. Testemunha é quem testifica de alguma coisa e ou alguém, Yahshuah declarou que A Escritura do Tanah testemunhavam dele nas seguintes palavras…Examinais as Escrituras…são elas que testificam de mim; Yachonam=João 5,39.
    E acerca da Bíryt hadashah lemos…e a boa nova do reino dos céus…será pregada em todo o mundo, em testemunho de mim…Yahshuah hamashiach; Mattytiah=Mateus 24,14. Alguém poderá perguntar, porque duas e não uma testemunha?. É justamente devido as Escrituras se dividirem em duas partes; o Tanah, a Bíryt hadashah. A primeira consta em grande parte de profecias relativas ao messias esperado, e nele compreende o Tanah=1ª Testemunha; e a Biryt hadashah a 2ª testemunha, aponta para o cumprimento destas profecias, ou seja, para a consumação da obra redentora do Mashiach, e seu reino estabelecido sobre todas as coisas.
    O Bom entendimento de uma depende da compreensão da outra. As duas intimamente ligadas, teem Yahshuah hamashiach como tema central de seu testemunho; Isto é, ambas as escrituras testemunham de Yahshuah. Portanto são elas as duas testemunha de Yahshuah

    A força das duas testemunhas na idade medieval.

    As duas testemunhas…receberiam poder para fechar o céu para não chover nos dias da sua profecia vestidas de saco…e também sobre as águas para torná-las em sangue, e para ferir a terra com pragas; A chuva é a chuva da graça que foi impedida da cair sobre os povos na idade media por causa da incredulidade e ignorância que pairou sobre os homens naqueles dias de densas trevas espirituais. Elas haviam rejeitado As Escrituras em suas duas testemunhas.
    O céu estava realmente fechado parecia estar de luto devido a apostasia reinante daqueles tempos escuros. Não havendo portanto, a chuva da graça; foi nesse sentido que as duas testemunhas fecharam o céu para não chover. Porque quando as pessoas se esquecem do Criador Yahweh e de sua santa palavra; deixando-a de lado, seguindo a incredulidade ateísta e ou religiosa; Yaweh não envia sobre elas as bênçãos do céu. Já que se…as famílias da terra…não subirem…para adorar o Rei Yahshuah…e ao Eterno Yahweh Tzva´ot, não virá sobre ela a chuva…da graça; Z´karyah 14,17.
    O período de três anos e meio que ficou sem chuva na Eretz=terra de Israel nos dias de Eliahu=Elias, foi ocasionado pela apostasia do povo. 3/5 anos são 1260 dias; E apontavam para os 1260 anos de estio espiritual na idade media.
    A respeito do poder das duas testemunhas sobre as pragas; creio que todo leitor da Biblia conhece a historia do povo israelita no Egito. E principalmente a respeito das pragas que Yahweh derramou sobre o faraó e seu reino; por não darem credito a sua palavra.
    As Escrituras mostram claramente que, todos os que não aceita-las como norma e regra de vida, acatando seus sábios conselhos, e mesmo impedindo o seu livre curso, faz-lhes um grande mal, e serão todos consumidos pelo Esh olam=fogo eterno como o foi Sodoma e Gomorra…Quando se manifestar o Yahshuah hamashiach desde o céu com os anjos do seu poder, como labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Yahweh, e dos que não obedecem a boa nova de Yahshuah hamashiach…porque aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos e os que cometem impiedade serão como palha, e o dia que está para vir os abrasará diz Yahweh Tz´vaot…pois descerá fogo do céu e os consumirá…e se farão em cinzas; 2ª Kefah=Pedro 3,10. Malaqquias 4. Revelação 20,9.
    É esse o poder das duas testemunhas em devorar seus inimigos com fogo. Hebreus 10,27. A profecia relata que…quando acabassem o seu testemunho vestidas de saco…isto é…de rejeição e humilhação, a besta que sobe do abismo mataria elas. E seus corpos jazeriam na praça da grande cidade que espiritualmente se chama Sodoma e Egito;
    Onde também seu Senhor foi crucificado. Ao que sabemos Yahshuah não foi crucificado no Egito e nem em Sodoma. O tempo das duas testemunhas vestidas de saco foi de 1260 anos, equivalentes à…grande tribulação na idade media. Este tempo teve inicio em 538 era do mashiach e expirou em 1798. Foi num fiel cumprimento da profecia em destaque, que no final do século 18. Surgiu na frança um poder chamado ateísmo ou anarquismo, e que é aqui representado como sendo a Besta que subiu do abismo. Foi na revolução francesa, aboliram todo culto religioso, e em seu lugar instituíram o culto da razão e da liberdade. As Escrituras, tanto o Tanah como a Biryt hadashah, foram figurativamente mortas na França neste período. A convenção nacional francesa aboliu toda religião naquele país em 26-11-1793. E nesse mesmo mês, a igreja católica de paris, realizou uma grande festa em honra da razão e liberdade. París o grande centro de nacionalidade e cultura da época; Tornou-se em uma verdadeira Sodoma, pelo seu elevado grau de rebaixamento moral, e religioso que foram as principais características da cidade de Sodoma. Espiritualmente também, a França foi chamada de Egito.
    O Egito representa a incredulidade, Faraó disse a Mosche=Moises…não conheço Yahweh e não deixarei Israel partir;; Shemot=Êxodo 5,1-10. Essa mesma linguagem teve eco na negação à Yahweh e a Bíblia por parte da convenção nacional francesa no seu chamado reinado de terror. A assembléia nacional francesa, não só aboliu o culto religioso, como também empreendeu uma verdadeira queima das Escrituras tanto do Tanah como da B´ryit hadashah. As duas testemunhas de Yahshuah estavam realmente mortas na praça da grande cidade=Babilônia. Onde deveriam permanecer durante três dias e meio proféticos; Equivalentes a 1260 dias literais, ou três anos e meio.
    Em fiel cumprimento da profecia, a mesma convenção nacional da França suspendeu e proibiu toda a religião na França em 26-11-1793; somente restabelecendo-a, em 17-6-1797 era do Mashiach. Exatamente 3/5 anos. Ali na França também naqueles tempos Yahshuah foi crucificado nas pessoas de seus fieis seguidores…quando fizer a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes; Mattytiah (Mateus) 25,40. E Shaul (Paulo) disse que, quando as pessoas rejeitam a Palavra de Yahweh…de novo crucificam o filho do Eterno; Hebreus 6,6
    Ali na França foi onde os seguidores do Mashiach sofreram as maiores perseguições e atrocidades. Houve “segundo a Historia” toda a espécie de tortura e morte para os Talmidim (Discípulos) de Yahshuah por toda a França. Diz os historiadores que a carnificina foi terrível. Apenas na chamada noite de S Bartolomeu-24-8-1572; Pereceram cerca de 70 mil huguenotes seguidores do Mashiach.
    A descrição profética relata mais que….Os habitantes da terra naqueles dias…se alegrariam com a morte das Escrituras na França. Porque Elas tinham atormentado os habitantes da terra. O papa Gregório 13, logo depois de ser eleito recebeu a noticia do grande massacre de S Bartolomeu com alegria imensa. Ordenou salvas de artilharia no Castelo de S Ângelo, e mandou que tivessem lugar de regozijo público para celebrar a santa causa triunfante. Publicou a seguir um júbilo por toda a Europa, a fim de que os povos católico se alegrassem com seu chefe (Papa) por esse magnífico holocausto oferecido ao papa pelo rei da França. Quando a noticia chegou a Roma a exultação do clero não teve limites; O Cardeal de Lorena recompensou ao mensageiro com mil coroas de ouro; E o papa Gregório 13; enviou ao rei Carlos da frança, uma rosa de ouro quatro meses depois do massacre.
    Apesar de Roma ser a grande soberana da época, a palavra de Yahweh contida em suas duas testemunhas; nas mãos de uns poucos fieis seguidores do nazareno por todas as partes da Europa. Eram para os prelados romanistas um verdadeiro tormento, como o é hoje para os professos evangélicos dos nossos dias. Devemos nos lembrar que as Escrituras mesmo sofrendo esses terríveis ataques de Satanaz, não seriam de todo extintas. Pois homens de várias nações tribos e línguas…veriam elas mortas…na França…mas, não permitiriam que elas fossem banidas da face da Terra.
    Em vários lugares do Mundo distante, haviam naqueles dias homens tementes a Yahweh e a sua palavra, que guardavam consigo porções das
    Escrituras Sagradas; como um tesouro inestimável. Não permitindo portanto que elas fossem sepultadas para sempre. Depois de três anos e meio de extinção religiosa, as Escrituras deveriam ser novamente hasteada no candeeiro e espalhar por toda a terra à vista de seus inimigos; E isso com um espírito de vida vinda de Yahweh. Causando espanto e temor aos seus opositores, o que em verdade aconteceu;
    Naquela mesma hora houve um grande terremoto e caiu a décima parte da cidade, e no terremoto foram mortos sete mil homens;
    Terremotos não falam somente de abalos sismológicos, é também símbolo de…guerras e revoluções; Porquanto o grande terremoto descrito aqui, fala do abalo que a frança sofreu na chamada revolução francesa no final do século 18. A décima parte da cidade que caiu se refere realmente à França, um dos dez reinos que a Besta dominava. (Daniah 7 e Revelação 17.) Havendo a França rompido definitivamente com o papado nesta época. Foi nesse sentido que caiu a décima parte da cidade (Babilônia)
    Lê-se que as duas testemunhas mortas…jazeriam na praça da grande cidade. A grande cidade Apocalíptica é a Igreja de Roma…a grande cidade que reina sobre os reinos da Terra Revelação 17,18. e refs. E a França era na época, o reino mais eminente pertencente ao reino da Besta, e o seu reino o mais papista. Encontrava-se no meio do império papal entre a Espanha, Inglaterra, Alemanha e a Itália.
    Exatamente como uma praça no meio da cidade “grande Babilônia”. Neste abalo que sofreu a França, haviam de morrer sete mil homens. O numero sete é símbolo de totalidade, segundo os mais criteriosos tradutores, no original dizia-se nomes e ou títulos. Em cumprimento da profecia a historia nos mostra que durante a revolução francesa, sobre o manto da liberdade e igualdade, foi decretado a supressão de todos os títulos honoríficos e de nobreza. Sendo também mudados os nomes de ruas e praças que lembravam nobreza e o clero romano da igreja católica, a grande babilônia.

    Ivonil Ferreira de Carvalho—————-Jatai-Go———————–1989;

  3. souza disse:

    Gostei do comentário do amado. Mais eu acredito que tem base na biblia que as testenhunhas pode ser Elias e Enoque pelo fato deles não ter sido mortos, uma vez que eles foram arrebatados sem ver a morte Deus podera enviar eles no fim dos tempo como as testemunhas do apocalipse. E depois isto não sustenta nem uma reencarnação porque eles não morreu, reecarnamento e quando morre e volta, no caso de Elias e Enoque não morreu, foram arrebatados com vida.
    Que Deus abençôe a todos, e mantenha firme na graça que nós sustenta.

    • Pb. Sena disse:

      Desculpe, mais tal possibilidade está descartada. Pois se as duas testemunhas fossem Elias e Enoque, Deus estaria praticando a reencarnação. A Bíblia fala de encarnação e não de reencarnação. Segundo o livro de Gênesis, Enoque e Elias foram arrebatados para não verem a morte. E as duas testemunhas vão morrer, e seus compos vão ficar estirados em praça pública aos olhos de seus inimigos. E depois ressuscitarão.

Concecte-se em mim e descubra os meus mistérios

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s