Os terremotos são provas reais e inegáveis da volta de Jesus Cristo parte 3 Autor Pbsena



  1. Os terremotos que aconteceram segundo a vontade Soberana de Deus.

A) O terremoto que aconteceu no tempo do profeta Elias o tisbita em Gileade. O terremoto que aconteceu no Monte Horebe ou monte Sinai, onde se encontrava Elias a sós como Deus, no (monte de Deus) anos 875-800 a. C. Quando o mesmo havia fugido com medo da fúria da rainha Jezabel, após se sentir exausto e esgotado do trabalho, resolveu viajar ao (monte de Deus) para ficar a sós com Deus, para uma meditação, e refazer as suas forças espirituais e físicas. E então estando lá Deus lhe apareceu, quando o mesmo se encontrava dentro de uma das cavernas do monte Sinai (I Rs 19:9). A presença poderosa de Deus fez presente ali com Elias com demonstrações de uma grande tempestade, que despedaçava, e arrancava, e desfolhava as plantas em cima da montanha. Logo depois de passado, à tempestade; a terra começou a tremer, e foi se intensificando os abalos sísmicos, que fendiam as penhas, rolando pedras e com provável barulho ensurdecedor. Era um terremoto que estava acontecendo pela presença espantosa de Deus todo Poderoso, que causava medo a qualquer um (I Rs 19:11).

Este terremoto teve os seguintes objetivos de Deus.

(1) mostrar e revelar a Elias, que Ele têm, o poder como Criador de dominar tudo e sobre todos (I Rs 19:9,13)

(2) Revelar a  Elias, o extremismo e o egoísmo religioso que ele tinha. Elias pensava que só ele era quem era um crente fiel. Só que lá no monte, Deus revelou que ele não estava sozinho. Tinha com ele sete mil adoradores. Isto significa que tinha alguém que adorava a Deus a semelhança dele (I Rs 19:14,18. Como já se sabe Elias era um servo de Deus mais, tinha também suas faltas. Foi por causa destas faltas, que Elias foi corrigido por Deus. Nos parece que quando estamos passando por sérios problemas deixamos escapar o melhor que poderíamos usufruir de nossos irmãos, e as vezes não percebemos que ao nosso lado temos pessoas tão espirituais e perceptivas as coisa de Deus quanto nós. Lendo o dialogo que Elias teve com Deus lá no Monte Sinai, descobrimos que esta leitura nos revelam algumas queixas e lamurias de Elias à Deus. Segundo dizia Elias a Deus a coisa estava feia e preta para seu lado. E começou e a enumerar algumas queixas como por exemplo:

(a) ele dizia para Deus que estava só.

(b) há Deus eu sou em  extremo zeloso e ninguém me apóia.

(c) só ele era santo

(d) só ele era o pregador.

(e) tudo e todos estavam desviados.

(f) todos eram culpados do sangue dos profetas

(g) só ele adorava a Deus

(h) e outra Senhor não tem quem possa substituir e fazer a obra em meu lugar

(i) e por último ainda querem me matar (I Rs 19:14). Foi ai que Deus não gostou de ouvir dele tais declarações. Ora, Elias não era o único no seu tempo que servia Deus Jeová. E Deus disse Elias, você estar conversando no monte de besteiras, volta para o campo de onde viestes, pois é lá que Eu preciso de você não aqui escondido nas cavernas choramingando.

(3) Revelar a Elias, que já tinha escolhido um profeta pra colocar em seu lugar, e dois reis para ele ungir. Então enviou Deus a Elias com a missão de colocar Eliseu como seu sucessor, pois que ele Elias, já estava na hora de partir, e tinha que colocar um homem santo e de confiança, na liderança das escolas teológicas e dar continuidade ao ministério profético. E ungir a Hazael rei sobre a Síria, e também ungir a Jeú filho Ninsi rei sobre Israel (I Rs 19:15-16)

A coragem e a resistência de Elais eram de se admirar. No dia em que ele derrotou os profetas de Baal, e os profetas de Asera, ele correu cerca, de 25 km. Que chegou a passar na frente da carruagem real do rei Acabe até Jezreel (I Rs 18:45-46) depois saiu Ele de Jezreel onde estava quando foi ameaçado por Jezabel (I Rs 19:1-4) e viajou para Berseba cerca de 160Km ao sul  de Jezreel quando lá deixou seu moço ( Rs 19:3), que provavelmente já era Elizeu; e partiu dali para uma viagem até ao monte de Deus a Horebe. Elias viajou a jornada de um dia, cerca de 40 km e já cansado sentou-se debaixo de um pé de zimbro, quando veio um anjo do Senhor e o alimentou por duas vezes consecutivas, com pão cozido. E lhe trouxe também uma botija de água para que o mesmo bebesse na viagem. Saiu de onde estava e partiu em direção a montanha de onde teria um encontro com Deus, e viajou mais de onde estava cerca de 260 km perfazendo um total de cerca de 485 km desde de Jezreel onde ficava o trono de Acabe E Jezabel, ao monte Sinai ao (Monte de Deus).

Observação: Deus revelou a Elias que sua obra não para e nem estaciona mais prossegue. Mesmo que sofra alguns percalços, dificuldades, obstáculos, e transtornos que surge durante o processo no seu andamento. Ele mostrou a Elias que não abandona seu povo. Deus esteve presente nos momentos de adversidade da vida de seu profeta. Cuidando, protegendo, e revelando sua vontade, e seu poder, e se mostrando Soberano no mundo habitável.

Vá para a quarta parte do estudo

Concecte-se em mim e descubra os meus mistérios

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s